Palestras

Calendário de Eventos

Kanji - Origem, História e Curiosidades da Escrita Ideográfica Japonesa
Terça-feira, 29 Maio 2018,  2:00 -  4:00
Contato tel 32079014

Olá Pessoal, há quanto tempo?!

Tudo bom com vocês?

 

Muitos consideram a língua japonesa, uma das mais complexas e curiosas do mundo, principalmente pela escrita, por não ser tão convencional, utilizando-se de traços e formas distintas, mas não sabemos explicar a sua definição.

Por ser uma língua muito antiga, e de certa forma, homogênea, por conter traços ocidentais, algumas palavras podem ser reconhecidas, por serem parecidas com a língua inglesa e até mesmo brasileira!

Mas a história por traz da escrita japonesa, principalmente os Kanjis(漢字 - かんじ), que seriam ideogramas que podem significar uma palavra, mas conter outras compreensões dependendo do contexto, é bem mais complexa do que imaginamos, mas ao mesmo tempo, fácil de ser entendida.

Logo, para conhecermos mais sobre a sua origem, história e suas curiosidades, oferecemos esta palestra a vocês que possuem curiosidades a respeito da escrita ideográfica japonesa, como o Hiragana(ひらがな), katakana (カタカナ)  e Kanji (かんじ), para sanar todas as dúvidas a respeito destes assuntos.

 

Não perca esta oportunidade de conhecer ainda mais sobre a língua japonesa e suas origens!

Para inscrever-se para a palestra, ligue: (11) 3207 – 9014, ou confirme pelo email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

 Estamos aguardando a sua presença!

 

 

 

 

Local R. São Joaquim, 381 - sala 11

Siga-nos no Facebook

 
 



Entidades

BUNKYO - Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social

ENKYO - Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo

KENREN - Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil

厚生労働省

Associação Kaigai Nikkeijin Kyokai

Consulado Geral do Japão em São Paulo

Últimas Notícias

Japão aprova orçamento recorde para 2018 com aumento em Defesa e previdência.

O Parlamento japonês aprovou nesta quarta-feira um orçamento recorde para este ano de US$ 924,33 bilhões, aumentando as verbas em Defesa e para fazer frente ao envelhecimento da população.

O orçamento para ano fiscal, que começará neste domingo, recebeu hoje a autorização da Câmara Alta do Parlamento após a aprovação na Câmara Baixa em fevereiro, e depois de ter sido apresentado pelo Gabinete em dezembro. Este é o sexto aumento e recorde consecutivo nas contas do Estado, impulsionado novamente por um aumento na despesa da Defesa de US$ 49,09 bilhões e de US$ 311,89 bilhões para o sistema nacional de previdência.

Leia mais...

INSS amplia a cobertura de previdência aos trabalhadores brasileiros que residem no exterior.

Os acordos internacionais de Previdência  permitem a contagem do tempo de contribuição dos trabalhadores aos sistemas de Previdência Social dos países para a obtenção de benefícios  previdenciários  como aposentadoria por idade, pensão por morte e aposentadoria por invalidez, além de evitar a bitributação em caso de deslocamento temporário.

O acordo previdenciário entre Brasil e Japão que entrou em vigor a partir de 1º de março de 2012, tem por objetivo a garantia dos direitos previdenciários aos trabalhadores brasileiros que estão no Japão e aos trabalhadores japoneses que se encontram em território brasileiro.

Existem outros acordos que se encontram em fase de negociação e aprovação, mas o Brasil já tem os seguintes acordos bilaterais em vigência: Alemanha, Bélgica, Cabo Verde, Canadá, Chile, Coreia do Sul, Espanha, França, Grécia, Itália, Japão, Luxemburgo, Portugal e Quebec.

 

Visto permanente no Japão: novas regras. O Ministério da Justiça japonês decidiu que irá alterar as regras para se tornar um residente permanente no Japão, para apenas um ano de residência no país.

Estas regras entraram em vigor a partir do final de março de 2017.

As regras atuais exigem um mínimo de cinco anos de residência no Japão, por isso a alteração representará uma grande mudança para a política de imigração do país.

O Ministério iniciou o processo de comentário público sobre as novas regras em 17 de janeiro, e planeja implementá-las, através de portaria ministerial, até o final de março deste ano.

Leia mais...