Muitos trabalhadores brasileiros no Japão, ainda desconhecem seus direitos e deveres naquele país. E acabam ficando em desvantagens devido a falta de informação, submetendo-se a injustiças e outras situações. Nesta palestra o Advogado Dr. Ricardo Sasaki, que morou no Japão durante 10 anos, poderá esclarecer muitas dúvidas a esse respeito.

Muitos outros desconhecem o trabalho do "Hello Work" - Agência Pública de Empregos do Japão. Atualmente, existem mais de 600 agências espalhadas em todo o território japonês, que prestam serviços de recolocação no mercado de trabalho japonês e também oferecem auxílio na entrada do Seguro Desemprego. Apresentaremos assim, listas de ofertas de empregos no dia 27, para os participantes consulta-los e ver se há algum trabalho que lhe interessa. Caso haja, auxiliaremos o candidato em todo o processo para obter o emprego.

No dia 27 também, haverá consultoria sobre a Pensão Japonesa. Portanto, se você tiver alguma dúvida em relação a sua aposentadoria do Japão, compareça e esclareça suas dúvidas.

 

 

Chegaram novas listas de ofertas de empregos no Japão. Caso estejam interessados em trabalhar no país, venha até o CIATE e consulte as diversas ofertas disponíveis.

 

日本から新しい求人情報が届きました。CIATEの事務所で確認できますので、日本での就労をお考えの方はCIATEにご相談ください。

  No mês de julho teremos o curso de Cuidador de Idoso em português.

Os interessados poderão fazer sua inscrição pessoalmente no CIATE até dia três de Julho, das 9h às 17h30, de segunda à sexta.

Facilitadora: Sra. Cisnea Maria Moreira Ishizako, formada em enfermagem, fez o curso de formação de Helper (Cuidador de Idoso) no Japão e atuou nos hospitais do Japão por 4 anos. Também fez curso oferecido pela Cruz Vermelha.

Data: 6 a 30 de julho de 2015 (todas segundas, terças e quintas)

Horário: 9h30 às 12h - 13h às 15h30 (1 hora de almoço)

Local: R. São Joaquim, 381 - 1º andar -sl. 11 - Liberdade - São Paulo - SP

Qualquer dúvida entre em contato no tel. 32017-9014

 

Estatística da Divisão de Política de Emprego dos Estrangeiros do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar  Social


  • O índice de aumento de candidatos em relação às ofertas de empregos em fabricas e processo de produção excedeu uma parcela, ainda assim, cerca de 2,7% dos estrangeiros procuram empregos nesta categoria.
  • Nas categorias de cuidado aos idosos e de construção, o número de oferta de empregos está excedendo o número de procura, e o índice de aumento de candidatos chega a ser relativamente alta também.
  • Quando se busca empregos no Japão, mesmo que o candidato seja estrangeiro, muitos empregadores buscam pessoas que tenham um alto conhecimento da língua japonesa.

       

"Cidade de Oizumi(Gunma) terá um Centro só para brasileiros sem plano de aposentadoria."

Fundação Japan Overseas Council - é uma organização sem fins lucrativos, Romeu Funatsumaru é Diretor desta Organização que tem projeto para construir um Centro de Cultura e Assistência Social, um tipo de asilo exclusivo para brasileiros.

Pois, segundo ele, no Japão existe mais de 12 mil brasileiros com mais de 60 anos que nunca pagaram Plano de Previdência do governo.

Estatística da Divisão de Política de Emprego dos Estrangeiros do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar  Social

  • O índice de aumento de candidatos em relação às ofertas de empregos em fabricas e processo de produção excedeu uma parcela, ainda assim, cerca de 3,7% dos estrangeiros procuram empregos nesta categoria.
  • Nas categorias de cuidado aos idosos e de construção, o número de oferta de empregos está excedendo o número de procura, e o índice de aumento de candidatos chega a ser relativamente alta também.
  • Quando se busca empregos no Japão, mesmo que o candidato seja estrangeiro, muitos empregadores buscam pessoas que tenham um alto conhecimento da língua japonesa.

Funcionário efetivo e não efetivo 正社員 非正社員 Seishain e hiseishain

O funcionário efetivo (seishain ou apenas shain) é aquele trabalhador com contrato por tempo indefinido e que supostamente permanecerá na empresa até aposentar-se. Os japoneses diferenciam entre o seishain (assalariado efetivo, permanente) e o hi seishain (não efetivo). Entende-se por não efetivo o trabalhador que faz trabalhos temporários (arubaito), é contratado por empreiteiras (haken shain) ou possui contratos de trabalho específicos (keiyaku shain), seja por tempo determinado (yuuki keiyaku) ou indeterminado (sadameno nai keiyaku).

De acordo com os dados divulgados pelo Ministério do Trabalho do Japão, no dia 01 de Maio, a relação entre as vagas de trabalho abertas no ano fiscal de 2014, que terminou em 31 de março, e o número de pessoas que procuraram por um emprego, chegou a 1.11, superando pela primeira vez a relação 1 para 1 desde o ano fiscal de 2007.

Em 2005 o número de residentes estrangeiros em Fukui era de 14.273 pessoas.

Reduzido em 2008 devido a crise de Leahman Shock, o Setor de Promoção e Turismo anunciou que com a recuperação econômica,  as ofertas de vagas de empregos  também tiveram melhora.

Brasileiros estão em 3o. lugar com 2.311. Mas os chineses ocupa 1o lugar com 3.753 e coreanos com 2.635, mas houve redução comparando com 2014.

 

 

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem Estar do Japão, irá iniciar em Maio/2015, apoio aos estrangeiros

Interessados devem procurar o JICE e Helllo Work dessas cidades para obter maiores informações.

Fonte : IPC Digital

Estrangeiros em 15 províncias oferecendo cursos gratuitos:

O curso tem por objetivo dar melhorias de condições para os estrangeiros através de ensino de língua japonesa para que aprendam como preencher currículo, como interpretar as ofertas de vagas e para o desenvolvimento de outras habilidades.

As Províncias são : Shizuoka (Hamamatsu), Chiba, Ibaraki, Tochigi, Gunma, Saitama, Tokyo, Kanagawa, Ishikwa, Nagano, Gifu, Aichi< Mie, Shiga e Osaka. 

Previsão do governo é que 4 mil pessoas irão participar. 

Há ofertas de trabalhos para nikkeis em Fukuoka. A profissão é de caddie em um clube de golfe. As pessoas que estão interessadas, e desejam maiores informações, pedimos que compareçam no CIATE. O horário de funcionamento é das 9h às 17:30h (seg. a sex.). Há possibilidade de atendimento por telefone e e-mail também.

Telefone: (11) 3207-9014

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.